sexta-feira, 30 de julho de 2010

Extend me your hand.



Os dias se passaram
As noites cada vez mais frias
e sombrias
Os dias cada vez mais longos
A saudade cada vez maior
E a esperança de um dia
finalmente olhar em teus olhos
Nem sei se existe mais.


Não sou tão forte...
não como eu imaginava ser
Não aguento mais este frio
a que me remete a solidão.
Não suporto esta distância
Distância esta que só sinto aumentar.


Os dias se passam
Pego-me parada na janela
sinto os pingos de chuva
tocarem meu rosto...faz frio
Mas não é este frio a quem temo...
Me vejo cada vez mais sem rumo
sem direção,tiraram-me as rédeas
Meus sonhos estão partindo para distante


Olhe!Olhe e veja a dor que sinto
A dor que esta explicita em meu semblante
Em meu olhar...
A dor que  me causa tua ausência
Teu desprezo...


A lua brilha la no céu
Quem me dera que ela me fizesse esquecer
Que estou sozinha...mais uma vez sozinha
Lágrimas já não há
O aperto no peito...este aperta mais e mais


Será que vais mesmo me deixar 
cair neste precipício negro e frio?
Estenda-me sua mão...
Não me deixe cair! 
Não me deixe cair!
Será que vai mesmo permitir
que a única parte do meu coração
viva ainda, morra aqui?
Eu te imploro!
Estenda-me sua mão...
Não deixe a luz que ainda
resta em mim desaparecer
Ou...Parta!
Pra sempre e...
Deixe-me morrer !


                                           Autora:Mari Cavalcanti  29/07/2010 

Um comentário:

Jhenny Matarazzo dos Santos disse...

Linda amei seus textos *-*
eu também tenho um blog onde faço textos, poemas e etc. to te seguindo se puder retribuir agradeço desde já.

Beijooos :)