quinta-feira, 30 de setembro de 2010





Eu queria ser os ventos pra tocar-te a face
os lábios,o corpo sem ser notada.
Eu queria ser o sol pra enluminar
suas manhãs, o seu dia.
Eu queria ser a lua pra enluminar
tua noite mais negra.
Eu queria ser a primavera
para florir o caminho onde passas.
Ah...como eu queria ser água
que te mata a sede,que te molha os lábios
e escorre suavemente pelo teu corpo nu.
Eu queria ser o espelho do teu quarto
pra ver-te acordar pela manhã.
Eu queria ser o céu estrelado que admiras
O mar em que mergulhas
O sangue que corre dentro de você.
Eu queria ser o teu coração:
Sem ele não podes viver.


                                       Mari Cavalcanti        17/09/2010

3 comentários:

Allefy disse...

oiee ;*

Nando Soares disse...

Gostei.

Gi Freitas disse...

Olá, gostei do seu blog Mari. Se quiser faça uma visita ao meu:
http://aprendizdetrovador.blogspot.com/