quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Dust in the wind.



Um dia prometi pra mim mesma que eu nunca choraria.
Mas promessas são quebradas...
Um dia achei que eu nunca seria enganada.
E fui...
Um dia dormi e achei que não mais acordaria.
Estou aqui.


Com o tempo as coisas tendem a mudar.
Mentiras são desmascaradas.Verdades descobertas.
Promessas se quebram.Palavras são levadas pelo vento.
Outras precisavam mas nunca foram...nem serão proferidas.
Amores são esquecidos.
Corações são partidos ao meio,despedaçados....
Mas continuam batendo  intactos.
E a dor é só imaginária.
Feridas cicatrizam...cicatrizes desaparecem ou então
continuam lá pra nos lembrar do que gostariamos de esquecer.
O passado esta tão presente.
Meu presente á um minuto atrás agora é passado.
O presente a um minuto depois se tornou  futuro.
Coisas mudam constantemente.
O mundo não para pra dormir.
Nós paramos,isto é...quando não há nada que nos tire o sono.
O mundo gira...ele esta girando agora.
É dia lá...mas é noite aqui.


Medos serão superados??
Ou nunca serão vencidos??
Desejos são realizados.Ou pode ser que não.
Tornam-se poeira ao vento.
Nada é tão pra sempre quanto a sua não existência.
Nada é eterno.O eterno é só ficção.
Tudo nessa vida passa...passará.
Tudo dura o suficiente.
O necessário as vezes e as vezes não tanto quanto deveriam durar.
Pessoas são esquecidas.Pessoas são lembradas.
Algumas morrem...outras vivem.
Outras de fato nunca existiram.

Outras estão mortas,mas com os corações batendo.


Choramos,sorrimos....
Nós vivemos.
E no fim é tudo poeira ao vento.
O fim...é simplismente poeira ao vento.


                               Mari Cavalcanti   15/11/2010

2 comentários:

Tosko™ disse...

ooor, fica assim naum. eu gosto mt de tu (:

Lotus disse...

Impressionante seu texto...

Essas coisas são muito comuns mesmo na vida,mas tudo passa.